Acadêmicos conheceram um pouco mais sobre a rotina e agricultura familiar.

Na manhã do dia 11 de março, os acadêmicos dos cursos de Agronegócio e Administração da Faculdade Promove de Janaúba, realizaram trabalho de campo nas Feiras Livres da cidade. A ação foi organizada e coordenada pelos professores de Economia Felipe Warken e Thalita Emanuelle Bastos, docentes dos cursos.

Durante a visita, os alunos aplicaram questionários quantitativos aos compradores, feirantes e visitantes, recolhendo informações que identificaram a agricultura regional e familiar.

As Feiras Livres servem como vias de comercialização ao ar livre com aspectos e características diversificadas indo desde os alimentos até os costumes e tradições dos frequentadores.

Para a professora Thalita, dentro da matéria de Economia, um dos temas abordados é o mercado (estrutura de mercado). Então, a iniciativaparte dessa ideia, tendo como base, a feira livre. Alguns conceitos, segundo ela, foram enfatizados durante o trabalho:

– exemplificar o conceito de mercado, que antigamente era visto como um local definido, especialmente edificado, para o encontro de produtores e consumidores para realizarem suas transações;

– identificar principais características das estruturas: números de concorrentes,características dos recursos e produtos transacionados, o controle que os participantes têm sobre o preço, as possibilidades de concorrência extrapreço (concorrência além do preço, como promoções, pós venda, propaganda), as condições para ingresso de novos competidores no mercado, e fatores comportamentais em nível de informações;

– entender a importância da feira para os produtores e clientes (papel sociocultural).

Para ela, a experiência transcende os portões da faculdade e são ilimitadas, destacando os pontos positivos na realização do mesmo:

“Os pontos positivos do trabalho foram o envolvimento dos alunos, o que facilita o entendimento da teoria; facilidade em explanar o assunto teórico e a visualização da importância da atividade para a cidade e região”.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *